A única eleição roubada nesse País foi a do Bolsonaro, diz Lula


O ex-presidente Lula (PT) disse nesta terça-feira (13), em entrevista à Rádio Bandeirantes, que a prova de que a urna eletrônica é segura está na presença histórica do PT (Partido dos Trabalhadores) em todas as eleições presidenciais desde 1989. O petista atribuiu a “roubalheira eleitoral” ao voto impresso.


Lula afirmou que a única eleição “fraudulenta” depois do voto eletrônico foi a de 2018. “A única eleição roubada nesse País foi a do Bolsonaro. Roubada com a facada, roubada com a falta nos debates, roubada com fake news“, completou.

Sobre as eleições presidenciais de 2022, Lula antecipou que analisará as consequências de sua candidatura antes de se lançar oficialmente.


A pesquisa PoderData divulgada na última quarta-feira (7.jul) mostrou que o ex-presidente Lula abriu sua maior vantagem contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em uma possível disputa na eleição 2022. O petista concentra agora 43% das intenções de voto, contra 29% do atual comandante do Planalto.


ELETROBRÁS Lula também falou sobre a privatização da Eletrobrás. O ex-presidente disse que vender a estatal significa abdicar do direito do Estado brasileiro em ser um indutor do desenvolvimento do País.


O ex-presidente atribuiu o aumento da gasolina, do gás e da energia elétrica a falta de governo no Brasil. Segundo ele, o País está sendo governado pelo presidente da Câmara, Arthur Lira (PP), e pelo ministro da economia Paulo Guedes.


“O Brasil está sendo governado pelo ministro da fazenda e pelo presidente da câmara, que não tem projeto para o Brasil a não ser vender“, finalizou.


Poder 360