Argentina registra "eventos adversos" na população após uso da vacina russa

Ilustração

O Ministério da Saúde da Argentina informou nesta sexta-feira (1º) que foram registrados 317 "eventos adversos" posteriores à aplicação de 32.013 doses da vacina Sputnik V, nos primeiros dias de campanha de imunização contra o novo coronavírus no país.


Esses casos, de acordo com a pasta, foram notificados até às 23h59 desta quarta-feira, pelo Sistema de Informação Sanitária da Argentina.


"44,2% dos eventos adversos reportados correspondem a pessoas com febre, cefaleia e/ou mialgias, iniciadas de seis a oito horas depois da vacinação", indica comunicado do Ministério da Saúde.


R7

PUBLICIDADE