Assessor de Bolsonaro chama Doria de 'corno', e ministro do RN endossa

Reprodução

O chefe da assessoria internacional da Presidência da República, Filipe Martins (na foto, à esquerda), chamou, na noite desta segunda-feira, 25, o governador de São Paulo, João Doria, de “corno”, desdenhando dos esforços do governo paulista para conseguir a liberação de insumos importados da China para a produção de vacinas pelo Instituto Butantan. O ministro das Comunicações, Fábio Faria, referendou a mensagem do olavista encarregado da diplomacia presidencial.


“‘O corno é sempre o último a saber’, já diz o ditado popular”, escreveu Martins, alegando que Doria tentava resolver uma situação “resolvida” antes pelo governo federal. “É bizarro!”, concordou Fábio Faria, o ministro das Comunicações.


Minutos mais tarde, o ministro das Comunicações voltou à carga em sua página no Twitter. “Tem gente que quer holofote a todo custo. É caso de psicanálise! Hoje será que veremos lágrimas de crocodilo de novo?”, escreveu.


Procurado, o governador de São Paulo não comentou as postagens.



Com informações da Crusoé


PUBLICIDADE