Associações de PM’s e bombeiros do RN sinalizam greve caso o Governo não atenda a categoria

Reprodução

Associações de policiais e bombeiros militares do Rio Grande do Norte divulgaram nota conjunta convocando a tropa para assembleia geral marcada para o dia 03 de fevereiro, caso, segundo a nota, o Governo do Estado não aceita agenda com a categoria.


LEIA A NOTA

Senhores e Senhoras profissionais da segurança pública,

Vivemos todos um momento atípico. Único para esta geração. Contudo tem os experimentado que a Pandemia, além do grave problema sanitário, é desculpa para não se resolver realmente, grande parte das nossas demandas.

Após sucessivas tentativas frustradas de agenda com o Governo, chegamos à compreensão de que precisamos nos mobilizar, mesmo diante do caos sanitário que enfrentamos, para que sejamos recebidos e possamos tratar dos assuntos afetos ao conjunto de trabalhadores da segurança pública. Desde o mês de maio/2020 que tentamos conversar com o Governo do Estado e sempre encontramos alguma impossibilidade.

De início foi a pandemia, depois a crise fiscal, novamente a pandemia, o enquadramento dos estados no plano de ajuda do governo federal, novamente a pandemia, depois a votação do orçamento, a segunda onda da pandemia e agora os preparativos para a vacina.

O fato é que temos uma pandemia. Mas temos inúmeras pautas a serem resolvidas uma vez que, com ou sem pandemia, o tempo passa e os prazos ficam cada vez mais apertados. Precisamos avançar nas demandas que estão em aberto desde o primeiro ano do governo e reforçados em termo de acordo firmado em junho de 2019 onde no ítem 4 foi firmado que “O GOVERNO MANTÉM O COMPROMISSO DE PRIORIZAR A SEGURANÇA PÚBLICA NO PAGAMENTO DAS FOLHAS SALARIAIS ATRASADAS PARA ATIVOS, INATIVOS E PENSIONISTAS”.

Temos o compromisso do Governo, em conversa por telefone na tarde de hoje, de sermos recebidos até o dia 28/01 para retomarmos as conversas e avançarmos no encaminhamento de nossas demandas (CALENDÁRIO DE PAGAMENTO DAS FOLHAS EM ATRASO).

Na segunda-feira, 25/01 devemos ter a confirmação da data e o horário da audiência.

Fiquemos atentos, pois, até no máximo 03 de fevereiro, com ou sem posicionamento do Governo do Estado, nos reuniremos em Assembleia Geral para deliberações.

ENTIDADES REPRESENTATIVAS DOS PROFISSIONAIS DE SEGURANÇA PÚBLICA



Jair Sampaio

PUBLICIDADE