Comitê científico descarta ‘lockdown’ no RN

O comitê científico do Rio Grande do Norte não recomendou “lockdown” no Estado. A afirmação foi feita pelo coordenador do Laboratório de Inovação em Saúde da UFRN e membro do comitê, Ricardo Valentim, que concedeu entrevista à InterTV nesta sexta-feira (05).


“Não há recomendação de lockdown. Isso nunca aconteceu no Brasil. Ele é muito mais rigoroso, como a gente viu agora em Portugal. O que Ceará, Pernambuco, São Paulo estão fazendo são medidas mais restritivas. Em nenhum momento nós observamos isso (lockdown) no país. É consenso que seria preciso ter uma organização social maior, como na Europa, que teve 3 trilhões de euros só para amparar empresas e pessoas com risco de perder seu emprego. Somos um país culturalmente diferente e com mais desigualdades”, afirmou.


Apesar da não recomendação do lockdown, novas medidas restritivas devem ser anunciadas pelo governo estadual nesta sexta-feira (5). Entre elas, o aumento do horário de vigência do toque de recolher, que atualmente é das 22h às 5h.

Em documento divulgado nesta semana, um relatório de pesquisadores do laboratório também sugeriu aumento da frota de ônibus para evitar aglomerações no transporte público.



G1

PUBLICIDADE