top of page

Homem é expulso de restaurante ‘coma o quanto puder’ por comer demais


Um produtor de conteúdo sobre comida chinesa foi banido de um restaurante de grelhados do estilo “coma o quanto aguentar” simplesmente por comer além da conta.


Em entrevista à emissora chinesa Hunan TV, o jovem, conhecido apenas como Sr. Kang, afirmou que não pode mais entrar no Handadi Seafood BBQ Buffet, na cidade de Changsha, na China central, após uma série de “abusos” – tanto de bebidas quanto de comida.


Ele conta que consumiu aproximadamente 1,5 kg de pés de porco durante sua primeira visita e de 3,5 kg a 4 kg de camarões em outra visita.

Kang também classificou o restaurante como “discriminatório” contra pessoas que comem muito. “Eu posso comer demais, mas isso é um defeito?” reclamou ele, acrescentando que não desperdiçou nada da comida.


No entanto, o proprietário do estabelecimento afirmou ao mesmo repórter que o Sr. Kang estava causando sérios prejuízos por comer em excesso, comprometendo a quantidade de alimentos de sua dispensa e incomodando os demais clientes. “Cada vez que ele vem aqui, eu perco algumas centenas de yuans”, disse.


E acrescentou: “Quando ele pede leite de soja, ele bebe entre 20 e 30 garrafas. Quando ele come os pés de porco, ele consome a bandeja inteira. E para os camarões, geralmente as pessoas usam pinças para pegá-los, ele usa uma bandeja para se servir”.


Como reação a esta polêmica, o comerciante também afirmou que está banindo todas as transmissões ao vivo que fazia do restaurante.


Repercussão na mídia

O caso do homem expulso de um restaurante por comer demais é um dos assuntos mais comentados nas mídias sociais chinesas e acumulou mais de 250 milhões de visualizações no Weibo, com uma ampla gama de opiniões.


Alguns internautas disseram que o restaurante não deveria adotar o esquema de rodízio se o estabelecimento não tem recursos suficientes para sustentar o consumo elevado dos clientes, enquanto outros tomaram partido em favor do proprietário do restaurante


No ano passado, o governo chinês começou a reprimir os conteúdos produzidos por influenciadores de comida, e esses vídeos podem ser totalmente proibidos no país.


Isso aconteceu depois que o presidente Xi Jinping pediu às pessoas que “lutassem contra o desperdício de alimentos” em meio a preocupações crescentes com a escassez de alimentos.


UOL

Comments


PUBLICIDADE

bottom of page