Idosa que teve atendimento recusado por médica morre esperando UTI na Grande Natal

Seis dias após ser internada no Hospital Maternidade Belarmina Monte, em São Gonçalo do Amarante, Grande Natal, Iraci Fonseca faleceu com suspeita de Covid-19, nesta terça-feira (9). Na quarta-feira (3), quando tentava a internação, uma médica da unidade se recusou a receber a paciente.


A idosa, de 84 anos, estava com pneumonia e sentia febre, cansaço, falta de ar e dores no corpo, sintomas do novo coronavírus. Ela faleceu no hospital e os familiares ainda aguardam o teste da Covid-19. A taxa de ocupação de leitos críticos para tratamento da Covid-19 na Região Metropolitana de Natal oscila entre 97 e 100%, na manhã desta terça-feira (9). Em todo o Rio Grande do Norte, 54 pacientes esperam vaga em um leito de terapia intensiva (UTI) ou de cuidados intensivos (UCI), como Dona Iraci aguardava.

O sepultamento ocorreu na manhã desta terça no bairro Santo Antônio, em São Gonçalo do Amarante. A cerimônia seguiu todos os protocolos de segurança para evitar a propagação da Covid-19, mesmo que o resultado ainda não tenha sido confirmado. "É muito triste. Agora ela descansou de todo esse sofrimento", lamentou Luciana Fonseca, filha da idosa.



G1

PUBLICIDADE

© 2020. Portal Potiguar. Todos os direitos reservados.