Prefeito de Governador Dix Sept Rosado acha rombo milionário deixado por pai e irmão

O novo prefeito de Governador Dix Sept Rosado, médico Arthur Vale, herdou dívidas de aproximadamente R$ 2 milhões deixadas pelas gestões municipais do irmão, o médico Anaximandro Vale, do pai, o médico Adail vale, e também restos a pagar do período de Gilberto Martins.


Arthur Vale recebeu as chaves do gabinete das mãos do seu adversário político, Antônio Freire de Sousa Filho (Bolota), às 21h do dia 1º de janeiro de 2021, na sede da Prefeitura. Na ocasião, Bolota lhe desejou a benção de Deus e também proteção para conduzir os destinos do município.


Na prática, Arthur Vale assumiu, publicamente, as dívidas milionárias deixadas pelas gestões do irmão Anaximandro Vale, do pai Adail Vale e de Gilberto Martins, que em gestões passadas contraíram dívidas para o município.

Destas dívidas judicializadas à época, o juiz Bruno Lacerda, da Divisão de Precatórios do Tribunal de Justiça do Estado, bloqueou o valor de R$ 1.987.912,19, da contas da Prefeitura de Governador Dix Sept Rosado.


Com a sentença, o novo prefeito Arthur Vale se queixa que não terá como pagar os compromissos da Prefeitura, inclusive com os servidores do município. Uma saída não tão fácil de lograr êxito seria acionar a própria Justiça.


O ex-prefeito Antônio Freire de Souza Filho (Bolota), destacou que a dívida era bem maior. Disse que quando assumiu, no início de 2017, além do rombo milionário já no poder judicial, haviam inúmeros outras dívidas menores e problemas estruturais graves.


Da dívida deixada pela família Vale e por Gilberto Martins, Bolota disse que chegou a pagar cerca de R$ 700 mil, sendo que R$ 500.405,00 referente a precatórios. Este valor foi pago parcelado em 16 prestações. “Eu queria pagar mais, mas aí veio a pandemia e atrapalhou tudo”, lembra.



Com informações de Mossoró Hoje


PUBLICIDADE

© 2020. Portal Potiguar. Todos os direitos reservados.