top of page

Professor acusado de baixar calças para aluna vai mediar evento na UFRN


A pandemia da covid-19 reforçou a discussão sobre o papel das notícias, dos jornais e dos jornalistas na sociedade. No enfrentamento da pandemia de um vírus mortal, o mundo teve de lutar, também, contra uma epidemia de falsas notícias, crenças tomadas por verdade, batizadas com os nomes pomposos de fake news e pós-verdade. É isso que pretende discutir o Pandemídia — Olhares contemporâneo sobre o jornalismo, evento realizado pelo Grupo de Pesquisa Comunicação, Cultura e Mídia, do Departamento de Comunicação (Decom/UFRN), que será realizado nos dias 16 e 23 deste mês. As inscrições acontecem via SigEventos.


O encontro será marcado por duas mesas-redondas. Na primeira, que acontece na próxima quinta-feira, 16, será debatido o tema Jornalismo e sociedade distópica, realizado com a participação de Jacinto Godinho, da Rádio e Televisão de Portugal (RTP) e professor da Universidade Nova de Lisboa; José Carlos Aronchi, da Cásper Líbero SP; e José de Paiva Rebouças, diretor da Agência de Comunicação da UFRN (Agecom). A mediação será do professor Adriano Lopes Gomes.


Na segunda mesa, a ser realizada no dia 23, o papo terá como tema Jornalismo em tempos de vulnerabilidade sanitária, com as participações de Carla Baptista, da Universidade Nova de Lisboa, Luís Arthur Ferrareto, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), e Renato Rovai, da revista Fórum. A mediação será do professor Daniel Dantas Lemos.


O detalhe é que Daniel Lemos é acusado de assédio por alunos da UFRN. Em um dos episódios, ele baixou as calças na frente das estudantes e afirmou que foi apenas uma 'brincadeira'. No início deste ano ele recebeu uma advertência da Instituição.

Commentaires


PUBLICIDADE

bottom of page