VÍDEO: Homem é agredido e acusado de estar com covid após tossir em restaurante

Reprodução

Um homem foi agredido dentro de restaurante em Curitiba, Paraná, após tossir durante jantar com a companheira na noite de ontem (10). Segundo a Polícia Militar, um dos clientes teria se engasgado e tossido algumas vezes, o que levou outro consumidor a usar de violência e acusá-lo de estar com covid-19.

Imagens de câmera de segurança mostra o agressor trocando de mesa para se afastar do casal. Após encará-los durante alguns segundos, ele levanta e dá um chute, atingindo o homem e a mulher. Em seguida, ele começa a dar socos e apontar para os dois.

O casal, que preferiu não se identificar, afirmou em entrevista que o agressor disse que o homem estaria com covid-19 e desrespeitando as regras de isolamento. "Ele continuou me agredindo. Aí eu abaixei, não sabia o que fazer. Quando eu consegui me levantar, eu vi o que estava acontecendo. Ele comentou: 'você está com covid, você está com covid'. Eu falei 'não, eu não estou com covid'", contou.

A mulher classificou a situação como "absurda". "Eu penso assim: se eu tenho preocupação em relação ao vírus e não quero me expor, eu fico em casa. Imagine se eu vou ao supermercado ou à farmácia, vejo alguém tossindo ou espirrando e encho a pessoa de bordoada e vou acusar ela de covid?", disse.

O homem alega também que, após violentá-lo, o agressor disse que tinha familiares internados por causa da doença. "Eu falei que meu pai faleceu há 3 meses e nem por isso eu saio agredindo as pessoas", contou.

Segundo a Polícia Civil, a corporação está apurando o caso e "tomando todas as medidas cabíveis", mas não informou o agressor foi identificado e por que crime será indiciado.

O Paraná registrou 315 mil casos e 6.595 óbitos desde o início da pandemia de covid-19, de acordo com a secretaria estadual de Saúde. Em Curitiba, os casos chegam a 92.530, com 1.903 mortos pela doença.


Cena de intolerância num restaurante em Curitiba. Homem que engasgou e começou a tossir é violentamente agredido com uma voadora, socos e acusado de estar contaminado com coronavírus. A esposa da vítima também foi atacada. A polícia tenta identificar o agressor. pic.twitter.com/mW1E81STOG — DelegadoFrancischini (@Francischini_) December 11, 2020

Fonte: G1


PUBLICIDADE