Wassef diz que escondeu Queiroz como ação humanitária e para evitar seu assassinato



Frederick Wassef escondeu Fabrício Queiroz na casa de Atibaia para evitar que ele fosse assassinado.

É a nova versão do advogado bolsonarista, em entrevista para a Veja:

“Passei a ter informações de que Queiroz seria assassinado. Eu tinha a mais absoluta convicção de que ele seria executado no Rio de Janeiro (…).

Havia um plano traçado para assassinar Fabrício Queiroz e dizer que foi a família Bolsonaro que o matou em uma suposta queima de arquivo para evitar uma delação (…)

Eu era advogado do Flávio. Naquele momento, meu entendimento é que eu queria evitar que Fabrício Queiroz fosse executado em uma simulação qualquer ou mesmo que sumissem com seu cadáver (…).

Eu omiti isso do presidente. Eu omiti do Flávio.”

Wassef também disse que ofereceu a Queiroz um dos três endereços que tem como uma ação humanitária para ele se tratar do câncer.

O advogado disse ainda que após a prisão de Queiroz esteva com o presidente e pediu desculpas pelo “erro” de ter escondido Queiroz para ajuda-lo.

PUBLICIDADE