top of page

Mulher é presa por usar documento falso para tentativa de alistamento eleitoral no RN


A Polícia Federal no Rio Grande do Norte prendeu em flagrante mulher suspeita de cometimento de crime eleitoral. O fato ocorreu no Cartório Eleitoral da cidade de Extremoz, na manhã do dia 7 de maio, por volta das 10h. A suspeita estava em companhia de uma menor de idade, que foi conduzida à Polícia Civil. 


As duas mulheres compareceram ao Cartório Eleitoral de Extremoz/RN com o objetivo de realizar alistamento eleitoral. Uma delas buscava a inscrição inicial, enquanto a outra solicitava a transferência de seu título. No entanto, o servidor da Justiça Eleitoral identificou que os documentos apresentados pelas suspeitas eram falsificados, e acionou a PF. A menor de idade foi encaminhada à Polícia Civil para as providências cabíveis, e a outra, levada à sede da Superintendência Regional para os procedimentos de prisão em flagrante.


De acordo com o Artigo 289 do Código Eleitoral Brasileiro, a conduta de inscrever-se fraudulentamente como eleitor é punida com reclusão de até cinco anos e o pagamento de cinco a quinze dias-multa.

コメント


PUBLICIDADE

bottom of page