top of page

Professores protestam contra Prefeitura de Encanto pelo pagamento do piso salarial


Divulgação

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação do RN (SINTE-RN) vem realizando um protesto contra a falta de pagamento do piso salarial por parte da Prefeitura de Encanto/RN. Várias faixas foram exibidas em pontos importantes da cidade em protesto a não negociação do reajuste por parte do prefeito, Alberone Neri.


O Governo Federal oficializou o reajuste de 33,23% em 04 de fevereiro deste ano para professores da rede pública de educação básica. A portaria, foi assinada pelo então ministro da Educação, Milton Ribeiro, e pelo presidente Jair Bolsonaro, elevando de R$ 2.886 para R$ 3.845 o piso salarial nacional da categoria.


Segundo o SINTE, os professores vem buscando o Prefeito do Encanto em busca de uma proposta sobre o reajuste e ainda não obtiveram uma resposta. Os professores da rede municipal alegam que não houve qualquer tipo de reajuste em 2022.


Piso

O piso se aplica a profissionais com formação em magistério em nível médio - vinculados a instituições de ensino infantil, fundamental e médio das redes federal, estadual e municipal - que têm carga horária de trabalho de 40 horas semanais. Segundo a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), a medida abrange professores, diretores, coordenadores, inspetores, supervisores, orientadores e planejadores escolares em início de carreira. Segundo o Ministério da Educação (MEC), mais de 1,7 milhão de profissionais serão impactados.


O reajuste está previsto em lei de 2008. Segundo o texto, o valor mínimo para os docentes da educação básica deve ser reajustado anualmente em janeiro. Segundo entendimento da CNTE e do governo federal, o reajuste é automático e deverá constar do salário referente ao mês de janeiro, a ser pago em fevereiro.


Comentários


PUBLICIDADE

bottom of page