top of page

Acusada de envenenar jovens é suspeita de dar querosene a uma criança


Reprodução

A madrasta suspeita de envenenar dois enteados no Rio de Janeiro pode ter envenenado também um ex-namorado, um vizinho e uma criança de 6 anos, que seria meio-irmão de seu filho.


Em um novo depoimento na 33ª DP, em Realengo, que investiga o caso, o filho de Cíntia Mariano disse na delegacia que o caso ocorreu há 20 anos. Segundo Lucas Mariano, a mãe tentou matar outro enteado, que seria um irmão dele por parte de pai, com querosene. Na época, o menino tinha apenas 6 anos e o caso não foi registrado na delegacia.


Cíntia Mariano está presa desde o dia 20 de maio, suspeita de matar a enteada Fernanda Cabral. A jovem de 22 anos morreu em 27 de março, após ficar 12 dias internada por suspeita de envenenamento pela madrasta. De acordo com o filho da acusada, ela teria confessado o crime.


Após a morte da irmã, Bruno Cabral também teria sido envenenado por meio de um feijão, cozinhado pela madrasta. Cíntia teria tentado assassinar Bruno da mesma maneira, mas sem sucesso, no último dia 15/5.

Posts Relacionados

Ver tudo

PUBLICIDADE

bottom of page